Thursday, 30 October 2008

Momentos preciosos

Queridos, se estão a precisar de uma boa gargalhada, sugiro que utilizem o link do lado direito que diz "Click here for an automatic translation to English" para traduzirem o blogue para Inglês - posso prometer com toda a segurança que a gargalhada está mais do que garantida.

Telemóveis e fotos - Agosto 2008 - Memórias de uma imigranta

Hoje deu a travadinha ao meu telemóvel, portanto, hoje liguei para a Orange (a TMN/Vodafone/etc cá do sitio) a avisar que a coisa não estava a colaborar, i.e., que o bicho não estava a tocar, não tem som - digo eu com uma voz um pouco desanimada, ao que me responderam que amanhã me entregam um telemóvel novo num local à minha escolha (claro que escolhi o escritório). E avisaram também que tinha de preparar o telemóvel antigo (o meu HTC Dual Touch - que isto de estar na terra dos beefs deu-me para a finesse no telemóvel) para o devolver, assim esta noite, dediquei-me a sincronizar o telefone com o computador, a guardar contactos, a limpar a memória do telefone - enfim, o normal.



Quando cheguei à zona das fotos a surpresa deu conta de mim - estavam lá as fotos do dia 12 de Agosto de 2008...





E o que aconteceu a 12 de Agosto de 2008, perguntam vocês....









Então eu explico - a 12 de Agosto de 2008, caiu uma carga de granizo tão grande por aqui, que no dia seguinte o chão ainda estava coberto de branco, porque o granizo ainda não tinha descongelado.


Aqui ficam as fotos, para terem a noção da desgraça que foi, a Merry e eu nesse dia não conseguimos fazer nada, lá fora estava um frio de rachar.




As fotos que tiveram a oportunidade de ver foram tiradas no próprio dia :)

5 a.m.

São 5 da manhã e eu acordei a pensar numa música que não oiço há séculos...

Agora ando na internet a googlar tudo e mais alguma coisa à procura da dita cuja, acho (nem tenho a certeza) de pertence aos Sétima Legião, o titulo deve ser qualquer coisa do tipo "Procuro à noite por um sinal de ti" Esta música estava muito em voga aqui há uns bons anos, talvez 17/18 anos (caramba, já passou assim tanto tempo?), e agora deu-me para me lembrar dela às 5 da matina...

Então anda aqui uma boa alma cristã a estas horas na internet (se bem que estou a ouvir uma música espectacular chamada Wild Horses dos Rolling Stones), à procura de música enquanto vai ouvindo um outro sonzinho para ver se o frio se afasta e se a companhia melhora (sim que de madrugada, não me parece que seja boa companhia para mim mesma).

Para meu azar, o site da playlist que é o mais rápido para procurar músicas está em baixo... o pão do pobre... lol isto é que é azar lol

LOL acabei de encontrar a música no youtube \o/ lol chama-se "Por quem não esqueci" e sim é dos Sétima Legião

Agora estou simplesmente a ouvir musiquinha boa e portuguesa no youtube, isto não é normal lol

Um Ritual Tejo...
Paulo Gonzo - Sei-te de cor
Santos e Pecadores

LOL até às 7 da manhã ainda tenho tempo para ouvir muita música lol

Wednesday, 29 October 2008

Das cinzas nascerá uma nova Roma

Aqui há pouco tempo, um primo que me é muito querido, disse-me, melhor, escreveu-me no meio de um mail a seguinte frase: "Das cinzas nascerá uma nova Roma", querido primo, nem imaginas como tens razão :)



A minha vida está melhor que nunca, tudo está a entrar nos eixos, tudo se está a compôr, o Canal da Mancha foi suficiente :) tinhas razão, querido primo :) Ouve momentos em que me pareceu que o Canal da Mancha não tinha chegado, mas chegou e resolveu tudo a tempo :)



"Das cinzas nascerá uma nova Roma"

Tuesday, 28 October 2008

Neve

Ora bolas, nevou!!!!!

Foi pouco, mas nevou,
Derreteu assim que chegou ao chão, mas era neve...

Ora bolas, nevou!!!!

Monday, 20 October 2008

Percursos

Queridos, como não vos dei filosofia barata no último post dou-vos agora...


Todos nós percorremos caminhos que nos levam mais ou menos em linha recta na direcção em que queremos ir, no entanto, às vezes temos que nos sentar na beira do caminho que estamos a percorrer (de preferência em cima de uma pedra ou de um tronco caido, para não estarmos de rabo no chão que nem sempre é confortável), e temos que repensar todo o caminho que nos espera e para onde nos vai levar. Temos que parar, olhar e ver o caminho. Aqui às uns meses parei, olhei e vi o meu caminho, para onde me estava a levar, que curvas já tinha dado e ainda ia ter de dar e não gostei então disse basta.


Não foi, ao contrário do que sempre mostrei, um basta fácil, mas foi muito desdramatizado (obrigada Merry).


A necessidade de empacotar a nossa vida numa mala de 20kg dá-nos uma boa perspectiva de tudo à nossa volta e mostra-nos o que é realmente importante (o que merece ir para dentro da nossa mala, para além da roupinha), e nem imaginam a surpresa que tive lol
O que é realmente importante levamos connosco, independemente do tamanho da mala, porque não tem peso, na mala só vai mesmo a roupinha lol


As encruzilhadas acabam por ser sempre boas porque nos obrigam a verificar o percurso que temos pela frente (nem sempre o sat nav funciona bem). Nestas paragens descansamos, esticamos as pernas, fazemos alongamentos e ganhamos coragem para nos fazermos ao caminho. Digo coragem, porque às vezes, quando paramos, tomamos decisões que podem mudar a nossa vida radicalmente e necessitamos de coragem para as pôr prática. E também necessitamos de coragem para enfrentar as consequências, quer sejam boas ou más.

Por isso meus queridos, coragem.

Tuesday, 14 October 2008

Fui viver para poder contar

Queridos todos,

Desculpem a minha ausência, mas fui viver para poder contar :)

Este fim de semana descobri o sitio perfeito para passear - uma floresta perto de casa - sem duendes nem fadas, mas com um lago maravilhoso, mas muito povoada de gente que também descobriu a dita floresta - ora bolas - até pessoal a brincar aos macacos havia.

Foi um passeio muito refrescante e clarificador para ideias, não, não tenho filosofias baratas para partilhar com vocês, mas aqui fica um lindo texto que li na minha adolescência e que me marcou.

Desiderata

Go placidly amid the noise and the haste, and remember what peace there may be in silence.
As far as possible, without surrender, be on good terms with all persons. Speak your truth quietly and clearly; and listen to others, even to the dull and the ignorant; they too have their story. Avoid loud and aggressive persons; they are vexatious to the spirit.
If you compare yourself with others, you may become vain or bitter, for always there will be greater and lesser persons than yourself. Enjoy your achievements as well as your plans. Keep interested in your own career, however humble; it is a real possession in the changing fortunes of time.
Exercise caution in your business affairs, for the world is full of trickery. But let this not blind you to what virtue there is; many persons strive for high ideals, and everywhere life is full of heroism. Be yourself. Especially do not feign affection. Neither be cynical about love, for in the face of all aridity and disenchantment, it is as perennial as the grass.
Take kindly the counsel of the years, gracefully surrendering the things of youth. Nurture strength of spirit to shield you in sudden misfortune. But do not distress yourself with dark imaginings. Many fears are born of fatigue and loneliness.
Beyond a wholesome discipline, be gentle with yourself. You are a child of the universe no less than the trees and the stars; you have a right to be here. And whether or not it is clear to you, no doubt the universe is unfolding as it should.
Therefore be at peace with God, whatever you conceive Him to be. And whatever your labors and aspirations, in the noisy confusion of life, keep peace in your soul.
With all its sham, drudgery, and broken dreams, it is still a beautiful world. Be cheerful. Strive to be happy.

Sunday, 5 October 2008

Agrião

Preparem-se que hoje estou do contra...

O que se passa neste país que não encontro agrião!!!!!

Ando à procura do dito cujo e não o encontro à venda em lado nenhum, e logo eu que gosto tanto de uma sopinha de agrião para aquecer a alma...
E já agora mais um momento gastronómico:
(a minha receita é bem mais simples: água q.b., agrião - na quantidade que quisermos, puré de batata de pacote - q.b., sal - q.b., deixar ferver e voilá)
Ingredientes:

1 molho grande de agriões
2 colheres de sopa de manteiga
1 colher de sopa de farinha
1 litro de caldo de galinha (2 cubos)
2 colheres de sopa de arroz
1 gema
sal
pimenta
Confecção:
Escolha os agriões retirando apenas as folhas velhas e os pés mais rijos.Pique os agriões e estufe-os sobre lume brando com a manteiga.Quando os agriões estiverem macios, polvilhe-os com farinha.Misture e regue com o caldo de galinha.Deixe levantar fervura e junte o arroz.Quando o arroz estiver cozido, tempere a sopa com sal e pimenta e reduza-a a puré.Antes de servir, junte a gema dissolvida num pouco de caldo.Enfeite com algumas folhas de agriões.
*esta mesma receita pode ser confeccionada com espinafres.Neste caso utilize apenas meio molho de espinafres.

Chuva

Neste país chove que se farta, é uma pouca vergonha, está aqui uma pobre cristã a querer fazer o seu passeio diário de 45 minutos e zás ou está a chover a cântaros ou temos poças no caminho ao lado do canal e parecemos umas doidas a saltar poças (claro que podemos sempre dar uns saltos artisticos - o que aumenta a probabilidade de darmos com o nariz no chão porque está tudo escorregadio), e depois este povo (o inglês claro) vai pescar depois da chuva (nem me passa pela cabeça porquê...), então temos de saltar as poças e as canas de pesca que estão todas apoiadas num banquinho que está no passeio do lado oposto ao canal, não temos escolha mesmo ...

Hoje ao fim de 2 minutos em que saltei 5 poças e 3 (sim 3) canas de pesca, olhei para o caminho que me esperava e desisti :(


Vim para casa, o cenário era muito trabalhoso - canas de pesca a 5 metros umas das outras e poças de vários tamanhos no caminho todo, achei que hoje a probabilidade de ir da nariz ao chão era mesmo muito grande - (e logo eu que tenho um nariz lindo, pequenino, ajeitadinho, não é cá uma narigueta ou narigão).

Acho que vou optar por andar de bicicleta...


A parte boa de tanta chuva é que os campos estão sempre lindos de verde, sinto-me permanentemente na primavera , o que alegra muito a alma, porque parece que estamos sempre num altura em que tudo nasce de novo.


E não me falem no frio que já estou como dizem os ingleses, não há mau tempo, há roupas inapropriadas, portanto com um bom casaco, umas luvinhas carinhosas e umas botinhas Gore-tex tudo se faz neste mundo de deus e no país de sua majestade Isabel II.

Friday, 3 October 2008

Os amigos inesperados

Durante alguns anos (cerca de 8/9 anos) trabalhei numa empresa multinacional e lá deixei aquilo que chamo os amigos inesperados.

Um desses amigos inesperados foi o JN, trabalhámos todos aqueles anos perto um do outro, tivemos sempre as nossas secretárias perto uma da outra, o escritório mudava a configuração mas o JN e eu tinhamos sempre as nossas secretárias perto e acabavamos sempre por trocar comentários durante o dia de trabalho, de secretária para secretária, dada a localização das nossas mesas acabei sempre por me sentir um pouco como os velhotes dos marretas a fazer comentários no alto do seu camarote - e era como o JN e eu estavamos - no alto do nosso camarote a mandar bocas :)


Quando precisava de dar um papel (ou o que fosse) ao JN só necessitava de lhe dizer - JN, dá-me a tua mão.
AHAHAHA muitas vezes pedi eu a mão JN


Agora que mudei de país, de trabalho e de mesa, sinto falta do JN e dos nossos comentários ao longo do dia, de lhe pedir a mão e das nossas gargalhadas.
O meu dia já não é o mesmo definitivamente.


As propriedades mágicas da galinha

Decidi fazer este post urgente sobre as propriedades mágicas da galinha, porque me parece extremamente apropriado uma vez que estamos a entrar na "season da canjinha de galinha".

A Canjinha de Galinha é utilizada para os mais variados tratamentos. Temos gripe - toma lá com uma canjinha; temos pneumonia - pimba come lá uma canja que já passa; temos uma intoxicação alimentar - zás canjinha; não nos apetece cozinhar - voilá canjinha; doi-nos o estomago - canja de galinha; e na nossa familia é natal - Canja mais uma vez.


(Não que me esteja a queixar porque eu gosto muito de canja de galinha, com umas pingas de limão ou umas folhinhas de hortelã, fica mesmo uma delicia.)


O que me levou a pensar que a galinha deve ter propriedades magicas, que não se encontram noutros animais, nunca se ouviu falar de canja de peru ou de vaca, porco, etc e do bem que fazem a tudo. Cheguei a conclusão que o dito animal pode não ser inteligente, mas merece algum respeito uma vez que tem o seu quê de mágico.
Com este pensamento vos deixo por agora, meus queridos, e também com este momento gastronómico que se segue:
Ingredientes:

1/2 frango (ou 1/2 galinha)
2,5 l de água
1 cebola (podem dispensar)
3 cravinhos (podem dispensar)
1 ramo de salsa (podem dispensar)
1 cubo de caldo de galinha (fac.)
1 ramo de hortelã (podem dispensar)
80 g de arroz carolino
raminhos de hortelã (ou pinguinhas de sumo de limão)

Confecção:
Introduza o frango (ou galinha) numa panela com a água, a cebola cravejada com os cravinhos, a salsa e um pouco de sal.Leve a cozer durante 1 hora.Retire o frango, a salsa, a cebola e a espuma escura e leve o caldo ao lume.Junte o cubo de caldo de galinha (se o utilizar), o ramo de hortelã e assim que levantar fervura, o arroz lavado.Deixe cozer.Entretanto desfie a carne do frango e introduza-o na canja.Retire o ramo de hortelã e sirva a canja com raminhos de hortelã fresca.
*Pode juntar um pouco de chouriço de carne (100 g) na altura em que junta o frango.

Thursday, 2 October 2008

Percursos - Biscuits and Potatoes

(a foto agora está aqui)
A fotografia que está no título do blog é uma foto já com algum tempo, que foi tirada no Verão de 2003, sentadas à mesa estamos nós 3, amigas de sempre.

Portugal ardia à nossa volta nesse Verão, nos primeiros 2 dias em que lá estivemos, ao fim do dia, caia uma chuva de cinzas por todo o lado, estavamos nas Termas de Caldas da Felgueira (o sitio mais inesperado possível, com as condições menos favoráveis possíveis).

Gosto muito desta fotografia, foi a última vez que estivemos juntas sem namorados/maridos a interromper (apesar de estarem presentes e de terem saído dali, já nem sei porque motivo).

Antes deste dia nas Termas de Caldas da Felgueira tinhamos passado anos a percorrer os nossos caminhos sem nos cruzarmos, tiramos cursos completamente diferentes, os nossos percursos levaram-nos a sitios onde nunca imaginamos, crescemos em direcções completamente opostas, e no entanto o que tinhamos criado juntas não quebrou, ficou apenas de lado à espera de ser apanhado no ponto em que ficou.

E como foi bom voltar a cruzar o caminho com vocês, minhas queridas, (apesar da noite de verão infernal - um cenário muito dantesco, devo acrescentar), e ver a nossa capacidade de voltarmos a ser apenas nós, sem mascaras, sem protecções, apenas nós, as 3 amigas de sempre. Como diz a caneca do meu pequeno almoço, "the biscuit will only dare to be just a biscuit when it is with its true friend the potato", e é bom saber que somos os "biscuits" e "potatoes" umas das outras :)

Depois disto tivemos sempre filhos e/ou maridos/namorados a interromper, a pedir atenção e nunca mais fomos as mesmas, não tivemos e não temos tempo para nós, nem sei quando voltaremos a ser nós outra vez, mas até lá guardarei este momento com muito carinho e com muita curiosidade em saber onde nos voltaremos a encontrar!!!!!

O valor das manas mais velhas

Este post é dedicado a todas as manas mais velhas.

As manas mais velhas são a melhor coisa do mundo. Elas ajudam-nos em tudo, a fazer trabalhos de casa, a arranjar emprego, a tirar cursos, a blogar, a mudar de vida.

Perseguem-nos com conselhos quer queiremos quer não, perseguem-nos com a lancheira na hora de sair de casa para o emprego, dizem-nos adeus linda, tem um bom dia de trabalho. Perseguem-nos para que recomecemos a pintar, para que sejamos felizes e tenhamos uma vida boa.

Ameaçam-nos a perlapapeta (seja lá o que isso for), fazem-nos chorar a rir quando menos esperamos.

As manas mais velhas são assim uma espécie de mãe em part-time, quando a nossa mãe está longe ou simplesmente não está perto.

Um grande beijinho a todas as manas mais velhas e em especial para a minha mana mais velha.

Ta-ra!!!!

Queridos todos,

O blog já tem música, já tem neocounter e colecção de bandeirinhas.

Estou pronta para começar a bloggar. agora é que vão ser elas.

Wednesday, 1 October 2008

Em desenvolvimento II

Queridos todos,

Estou a trabalhar no sentido de ter musica a tocar enquanto têm o prazer de ler/ver o meu blog :)

Pedras e desculpas

Uma vez que não tenho nenhuma foto deste quadro, as minhas desculpas. Na realidade são apenas pedras, lindas, mas pedras.

Peço desculpa a todos pela qualidade das fotos, mas foi o que se arranjou com as máquinas que se tem à mão e com a falta de jeito da autora, esta vossa querida.

Estudo


Quando as técnicas são novas, convém dedicarmos um pouco do nosso tempo a consolidá-las para podermos progredir - aqui está o resultado...


As maçãs e eu :)


Este estudo demorou apenas 2 horas, caramba...


AHAHAHAH sou mesmo boa


Agora é que a modéstia foi mesmo ao ar :)

Canal


Por aqui me passeio sempre que posso :)


Muito romântico este caminho :)


Quase tão romântico como as estradas de Sintra, quase ...

Patinhos ao Por do Sol

Queridos,

Um prémio a quem encontrar os patinhos e melhor ... quantos são :)


Este quadro foi pintado depois do quadro do Guardião para desenuviar, porque depois do esforço de pintar um dragão fui descontrair com os patinhos no lago. E adorei cada pincelada que dei :)
(Oferecido)

Guincho

Que saudades...




(Oferecido)

Regresso do Pomar



Este quadro é isso mesmo uma representação do regresso do pomar, e o que me diverti a pintá-lo :)








(Vendido no Verão de 2006)

Equilibrio

Este quadro é o resultado de um sonho lindo que tive numa noite de verão, espero que gostem, infelizmente esta é a única foto que tenho dele pois foi vendido de um momento para outro sem eu ter a hipotese de tirar uma boa foto.

No centro estão 2 bébés (gémeos) e chama-se Equilibrio, pois este ying e yang são isso mesmo. O Equilibrio que se tem quando se está nos braços da Santissima Trindade e é se é abençoado por Deus (e sim está tudo representado aqui).

Sim eu sei é profundo, mas lindo :)

(Vendido em Dezembro 2007)

O Guardião




Como sabem, o guardião do Santo Graal é o Dragão e como Guardião que é não dorme em serviço, espero que gostem muito deste quadro. Eu acho-o lindo. ( E dada a hora a modestia começa a faltar).

A Bela Adormecida

Queridos



Este quadro tem este nome maravilhoso, porque estas maçãs são as maçãs da Bela Adormecida.



Beijocas