Sunday, 5 October 2008

Chuva

Neste país chove que se farta, é uma pouca vergonha, está aqui uma pobre cristã a querer fazer o seu passeio diário de 45 minutos e zás ou está a chover a cântaros ou temos poças no caminho ao lado do canal e parecemos umas doidas a saltar poças (claro que podemos sempre dar uns saltos artisticos - o que aumenta a probabilidade de darmos com o nariz no chão porque está tudo escorregadio), e depois este povo (o inglês claro) vai pescar depois da chuva (nem me passa pela cabeça porquê...), então temos de saltar as poças e as canas de pesca que estão todas apoiadas num banquinho que está no passeio do lado oposto ao canal, não temos escolha mesmo ...

Hoje ao fim de 2 minutos em que saltei 5 poças e 3 (sim 3) canas de pesca, olhei para o caminho que me esperava e desisti :(


Vim para casa, o cenário era muito trabalhoso - canas de pesca a 5 metros umas das outras e poças de vários tamanhos no caminho todo, achei que hoje a probabilidade de ir da nariz ao chão era mesmo muito grande - (e logo eu que tenho um nariz lindo, pequenino, ajeitadinho, não é cá uma narigueta ou narigão).

Acho que vou optar por andar de bicicleta...


A parte boa de tanta chuva é que os campos estão sempre lindos de verde, sinto-me permanentemente na primavera , o que alegra muito a alma, porque parece que estamos sempre num altura em que tudo nasce de novo.


E não me falem no frio que já estou como dizem os ingleses, não há mau tempo, há roupas inapropriadas, portanto com um bom casaco, umas luvinhas carinhosas e umas botinhas Gore-tex tudo se faz neste mundo de deus e no país de sua majestade Isabel II.

1 comment:

Anonymous said...

Deve ser lindo,andar de bicicleta a levar com carradas de água dos carros que passam... Pois eu aconselho-te a vitrinage para os dias piores, desporto que se pode fazer numa rua simpática, com um excelente passeio ou mesmo dentro de um centro comercial, quando o vento na rua nos quer derrubar. O grande segredo da vitrinage é só levar as chaves de casa, para não teres o impulso de gastar os tostões. Daí aliás o nome vitrinage, que já de si indica que não deves passas da vitrine/montra da loja.
Para os dias de tempestade, aconselho o mappling, desporto que se pode praticar tranquilamente, a ver televisão e a beber um chocolate quente sentada na própria máquina (Mappling=aconchego no sofá).
Beijocas Caçula