Tuesday, 15 February 2011

Considerações sobre o quotidiano

Hoje fui às compras ao Tesco, como sempre havia comida em saldos. Não estava em promoção porque estava prestes a passar do prazo, estava em saldos porque o Tesco gosta de vender e compra tudo muito mais barato que o normal, logo consegue ter sempre uns preços super simpáticos.

Enquanto fazia as minhas compras fui fazendo as minhas variadas considerações e ideia puxa ideia e acabei a pensar como em Portugal este tipo de coisas não acontece, isto é, o supermercado pode fazer promoções mas dão coisas, por exemplo, compramos 2 pizzas da marca X e dão-nos um tupperwear, compramos 3 congelados da marca Y e dão-nos um prato de pyrex, e assim por diante. Não há cá promoções de tudo a metade do preço. Eles bem que anunciam mas vamos a ver e nada. Aqui em Inglaterra, não anúnciam mas vamos às compras e com £ 60 trazemos para casa o correspondente a £ 120 de comida.

Parece que têm mais respeito pelas bolsas dos consumidores, digo parece, porque não sou ingénua.

Agora preparem-se para o resto das considerações.

Ora se o povo Português tem um poder de compra bem mais baixo que o Inglês porque é que os supermercados e as marcas não utilizam a mesma técnica? Acabam ter uma maior rotatividade de stock, podem rapidamente testar produtos novos no mercado e lançar linhas completas em pouco tempo, por exemplo, aqui há 2 anos a marca "Birds Eye" lançou uns camarões num molho picante para ser cozinhado no forno ou no microondas (como se escreve isto?) que eram uma delicia, rapidamente se aperceberam que apesar de não ser o produto mais barato no mercado tinha uma grande saída e agora tem mais 2 produtos para essa mesma linha de camarões que também são de comer e chorar por mais, técnica utilizada para garantir freguesia? Durante cerca de 6 meses sempre que fui ao supermercado tinha sempre uma promoção de leve 2 pacotes por o preço de 1. Agora mesmo com a promoção acabada continuo a comprar, já com um pouco mais de parcimónia que a coisa não é baratinha, mas continuo a comprar.

Para além das promoções constantes que nos poupam um balúrdio em comida, temos um sistema de pontos que nos permitem poupar dinheiro sempre fazemos compras, passo a explicar, temos um cartão em que é depositado 1 ponto por cada libra que gastamos em compras (sejam elas quais forem, não é apenas para produtos marcados, como no Continente), cada 10 pontos correspondem a £ 1, assim, nas compras de hoje gastei £ 75, utilizei vales de desconto que tinha cá em casa de compras anteriores no valor de £ 15, paguei £ 60 e já fiquei com saldo de £ 6 para as próxima vez que for às compras. Ora lá está, em Portugal isto não acontece!!!

3 comments:

Sónia said...

Amiga, eu acho que tu ainda não percebeste que o teu país de origem "Portugal", é um dos piores da Europa para se viver. Cada vez está pior. Nem sei é como é que tu pensas em voltar para cá. Eu digo-te, se fosse hoje eu tinha acabado o curso e tinha ido trabalhar para os EUA ou para Inglaterra. Nem pensava duas vezes sobre o assunto. Infelimente o tempo não volta para trás e agora é impossível deixar tudo o que tenho. Eu não sou muito aventureira e por isso prefiro ficar aqui a viver pior! bjs grandes

James said...

Em Portugal tens os cartões dos Hipermercados e alguns descontos também. Mas o que realmente compensa é as Marcas brancas...podes ter pordutos de boa qualidade e a preços mmmmmuito mais baratos que ai em Inglaterra. Acho onde se pode poupar em Portugal é mesmo na comida, Restaurantes, bebeidas à noite e produtos basicos alimentares são muito mais baratos que ai.Tudo o resto é a roubar, sobretudo o preço das casas em Lisboa é ridiculo!!

Kella said...

O Lidl tem feito umas promoções do género e é ver toda a criatura lá enfiada desde as 9h da matina, a atropelar-se, a gritar qual terceira guerra mundial. Um total açambarcamento de produtos. Não há condições. Mesmo.


Ps. Mesmo hoje a minha sogra me disse que num dos Tesco´s de Limerick City os meus donuts favoritos estão a 2 euros por saco com 10. Umf!!!!