Wednesday, 16 March 2011

Cidades nas nuvens

Estive estes 2 dias que passaram a trabalhar numa cidade que tem estado nas nuvens, eu explico melhor: como a cidade está num terreno um pouco mais elevado, o nevoeiro não desaparece, limita-se a estas mais ou então menos denso.

O caminho para lá chegar tem sido a velha estrada de montanha no mais completo nevoeiro com grau de visibilidade muito perto do 0, hoje estive mesmo para estacionar na berma e pedir a alguém (ao marido, quem mais?!?) que me fosse lá buscar que eu não queria conduzir com aquela falta de visibilidade, mas acabei por não estacionar na berma (porque não a vi com tanto nevoeiro) e acabei por chegar ao trabalho muito a horas.

Passei o dia nas nuvens literalmente e no caminho para casa foi a mesma aventura.

A pergunta (a que se alguma alma caridosa souber a resposta eu agradeço) que não me largou todo o dia foi: mas onde é que esta gente anda com a cabeça para construir uma cidade neste sitio?

A outra questão que se me tem colocado (e agradeço "input" se alguém souber) é: como é que a raça humana se aventurou a povoar estes espaços frios do globo?!?!?! porque é que não ficaram assim a modos mais para o mediterrâneo? e já agora para quê?!?!? Para apanharem frio todo o ano?!?!?

Expliquem lá se conseguirem que hoje o tico e o teco não estão para se incomodar.

1 comment:

Buli said...

Obviamente eu não tenho resposta!! Por que achas que tenho vivido "no verão" nos últimos 8 anos?? (excepto um sofrido inverno em Nova Iorque há 2 anos)

Tu e a tua irmã, que moram nessas paragens inóspitas, talvez possam dar pistas :) Ou os nossos primos lá da Europa do Norte.

Cuidado com esse nevoeiro! Não mates ninguém nem te mates a ti!

Felicidades nesse (novo?) trabalho!